Categorias

Uso de emojis pode atrapalhar pessoas com autismo

Da Redação
23 de Junho de 2021


Crédito: Photo by Denis Cherkashin on Unsplash
Uso de emojis pode atrapalhar pessoas com autismo

Comuns nas conversas virtuais, os emojis são usados para expressar estados de espírito e emoções. Apesar do tom divertido, eles podem atrapalhar o dia a dia de pessoas com autismo. Isso porque os autistas têm dificuldades para reconhecer expressões faciais e os contextos adequados para o uso das carinhas, que acabam hiperestimulando visualmente esse público.

Leia mais: Adolescente com Déficit de Atenção inspira pai a montar escola para alunos com o transtorno
Como o TDAH pode impactar o aprendizado de crianças e adolescentes

Emojis e pessoas com autismo

Além de ser um desafio para os autistas, o uso de emojis levanta dúvidas por si só, já que alguns ícones contam com diferentes tipos de interpretação. A figurinha de mãos unidas é um bom exemplo. Geralmente, ela é associada a fatores como gratidão e fé. Entretanto, também pode fazer referência a duas mãos se batendo em um “high-five”.

Pensando nessa questão, a Tismoo.me, primeira rede social do mundo dedicada ao autismo, apostou na opção de ativar ou desativar o uso das carinhas em sua plataforma. Ela também oferece a  possibilidade de ligar a visualização da descrição ao lado de cada emoji.

A ideia é que pessoas com autismo se sintam confortáveis em usar a plataforma para organizar seus arquivos médicos, criar e seguir grupos, tirar dúvidas e conectar-se com outros usuários que podem ajudá-los em suas jornadas.

© 2021 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir