Baiana ganha prêmio da ONU por criar purificador de água à base de energia solar

Beatriz Ceschim
20 de Setembro de 2019


Crédito: Johnny McClung on Unsplash

A baiana Anna Luisa Beserra (21) conquistou o Prêmio Jovens Campeões da Terra, realizado pela ONU Meio Ambiente. A jovem ganhou a homenagem por ter desenvolvido um dispositivo que purifica água por meio da radiação solar. A cientista receberá seu prêmio durante a Cerimônia dos Campeões da Terra em Nova Iorque, no dia 26 de setembro, no mesmo período da Assembleia Geral das Nações Unidas e a Cúpula de Ação Climática.

Leia mais:
Empresa monta lavanderia para moradores de rua em São Paulo
Rock in Rio: bandas ajudam a arrecadar fundos para projeto socioambiental

O Aqualuz é um filtro inovador que purifica a água da chuva coletada por cisternas instaladas em áreas rurais, onde a água filtrada não é acessível. A água da cisterna é purificada por meio de raios solares e um indicador muda de cor quando o recurso está seguro para o consumo. “Meu propósito é levar o direito básico à água limpa para as comunidades carentes nas áreas rurais”, afirmou Beserra. “Queremos ajudar a melhorar e salvar vidas.”

A invenção é de baixo custo, fácil manutenção e pode durar até 20 anos. Embora tenha sido testada apenas no Brasil, o dispositivo tem potencial para ser aplicado em outros países. O Aqualuz já distribuiu água potável para 265 pessoas e alcançará mais 700 ainda este ano.

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir