Categorias

5 livros para conhecer mais sobre a literatura indígena

Marcella Blass
23 de Abril de 2021


Crédito: Jana Pessôa/Setasc-MT

Para manter as raízes do Brasil sempre vivas, é importante conhecer, entender e valorizar a cultura indígena. Um dos caminhos mais simples e ricos para se fazer isso é por meio da literatura. Por isso, o Busca Voluntária destaca, a seguir, cinco livros escritos por autores indígenas que revelam detalhes dessa cultura.

Para quem quer mergulhar ainda mais fundo nesse universo, o site Visibilidade Indígena reuniu os principais trabalhos literários de 25 escritoras indígenas. Você pode conferir a lista completa aqui.

Leia mais: 
10 livros digitais para baixar de graça no site da Amazon
Piloto cria projeto e doa mais de 400 livros para jovens do interior da Bahia

As Serpentes que Roubaram a Noite e Outros Mitos (2001), Daniel Munduruku

Ilustrado pelas crianças da aldeia Katõ, este livro traz mitos contados pelos velhos da aldeia – histórias que nos remetem a um tempo muito distante de nossos dias e que são contadas e recontadas às crianças indígenas como forma de despertar nelas o amor pela própria história e pelas lutas de seu povo. Tocam o fundo do coração e são uma excelente oportunidade de integração com o universo infanto-juvenil indígena e seus valores.

Kurumi Guaré no Coração da Amazônia (2007), Yaguarê Yamã

À beira do paraná do Urariá, o pequeno Yaguarê Yamã aprende a viver em contato com a natureza exuberante, intocada, preservada. Singra lagos e ygarapés sob as copas da mata alagada, escapa de bichos nos ygapós, percebe os espíritos da floresta, vê homens lutando com animais gigantescos. As histórias que ouve dão medo na hora de dormir, mas o kurumi segue as tradições de seu povo, enfrenta o ritual da tukãdera e vai crescendo em tamanho e sabedoria.

O Pássaro Encantado (2014), Eliane Potiguara

Os avós são figuras muito importantes para os povos indígenas. Trazem os costumes, as memórias e os ensinamentos para a vida. Nesse livro, Eliane Potiguara nos conta sobre essa figura poderosa e mágica, a avó, que traz as histórias vivas dentro de si.

Depois do ovo, a guerra: Um Dia na Aldeia Paraná (2017), Ana Carvalho

Para as crianças Panará, brincar de guerra é coisa séria. Ao reviver a antiga guerra de seu povo contra os Txucarramãe, seus velhos inimigos, os meninos da aldeia pintam o corpo, cortam os cabelos, fabricam as armas para celebrar a história, que se torna presente. Em meio a falsos golpes de borduna e muita correria, não faltam boas doses de risada.

A terra dos mil povos: História Indígena do Brasil Contada por um índio (2020), Kaká Werá Jecupé

Neste livro, a autora conta o que lhe contavam seus parentes – pais, avós, bisavós e os ancestrais de sua tribo – com a mesma oralidade, conservando a mesma fé. Na virada do milênio, em que se discute a ética e quebram-se velhos paradigmas, é preciso remodelar a visão que temos do povo brasileiro, agregando a ela a noção de que também nós somos uma etnia milenar. Em ‘A Terra dos mil povos’, o leitor terá a chance de relembrar os valores, a ética, a forma de pensar e de agir e a natureza do índio.

GUIA DO VOLUNTARIADO

Receba com exclusividade nosso e-book sobre voluntariado.

ACESSAR O E-BOOK

© 2021 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir