Categorias

Projeto salva animais que seriam sacrificados por mau comportamento

Da Redação
11 de Maio de 2021


Crédito: Reprodução/Jail Dogs

De mau comportamento os detentos e detentas de penitenciárias do Estado da Geórgia, nos Estados Unidos, entendem bem. Pensando nisso, o projeto Jail Dogs (“cães de cadeia”) decidiu unir animais mau comportados aos presidiários em uma iniciativa onde todos saiam ganhando.

Leia mais:
Médico faz atendimentos em troca de ração para animais abandonados
Abrigo cria projeto para crianças lerem para animais resgatados

A ideia é fazer com que os presos sejam responsáveis por adestrar cães e gatos que correm risco de serem sacrificados por serem muito violentos. Durante 12 semanas, detentos e animais convivem juntos em um tratamento intensivo dentro do presídio. Após esse período, o animal é considerado apto para convivência e pode finalmente ser adotado por uma família.

Quer fazer trabalho voluntário? Clique aqui e encontre um com a sua cara

O projeto é realizado com bichinhos do Centro de Zoonoses da região e visa apresentar aos presos as técnicas de adestramento na prática. E o mais legal é o que benefício é mútuo, pois enquanto cães e gatos têm uma segunda chance de conseguirem um lar, os detentos têm a oportunidade de aprender uma profissão, o que facilita o processo de ressocialização após o cumprimento da pena.

Nos vídeos abaixo (em inglês), você conhece mais sobre o projeto e as relações já criadas entre os detentos e os pets:

© 2021 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir