Categorias

Projeto doa absorventes para meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade

Marcella Blass
7 de Maio de 2021


Crédito: Annika Gordon on Unsplash

Uma pesquisa da marca Sempre Livre mostrou que, no Brasil, 22% das meninas entre 12 e 14 anos não têm acesso a produtos de higiene durante o período menstrual. Com base nessa realidade, o Fluxo Sem Tabu é um projeto sem fins lucrativos que nasceu para promover a democratização do conhecimento sobre menstruação e o acesso a higiene íntima para mulheres em situação de vulnerabilidade.

Leia mais:
Absorvendo o Tabu: filme retrata menstruação na Índia
Pink Gloves: produto criado por homens reforça o tabu da menstruação

Ainda de acordo com a pesquisa da Sempre Livre, a porcentagem sobe de 22% para 26% quando o foco são as adolescentes de 15 a 17 anos. Essa é a realidade de meninas, adolescentes e mulheres em situação de vulnerabilidade no Brasil e no mundo, que precisam enfrentar seus ciclos menstruais não apenas sem o acesso a absorventes, mas até mesmo papel higiênico e água limpa.

Segundo a Fluxo Sem Tabu, essa condição obriga meninas e mulheres a adotar métodos alternativos para lidar com seus fluxos – entre eles, o uso de pedaços de pano, folhas de jornais e até miolo de pão. E mesmo diante dessa situação insustentável, e do fato de ser uma questão natural do corpo feminino, a menstruação ainda é tabu no mundo todo.

Quer fazer trabalho voluntário? Clique aqui e encontre um com a sua cara

Para mudar esse panorama no Brasil, todo valor arrecadado pela Fluxo Sem Tabu é convertido em absorventes que são doados para instituições parceiras (Casa Hope, ABCD Nossa Casa e Instituto C), responsáveis pela distribuição do produto. Com esse projeto, já são mais de 700 pessoas beneficiadas.

Absorva o tabu

Quem quiser dar mais força a essa missão, é possível fazer uma doação no site de financiamento coletivo Catarse. Os valores são a partir de R$10 reais e contam com uma recompensa para todos os colaboradores: aulas de yoga gratuitas que acontecerão virtualmente no mês de junho.

De acordo com o projeto, o custo médio por absorvente é de R$ 0,60, e uma mulher usa, em média, 20 absorventes por ciclo. Por isso, toda doação é bem-vinda e pode fazer a diferença na vida e na saúde de meninas e mulheres pelo Brasil.

© 2021 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir