Outubro Rosa: saiba mais sobre a campanha de prevenção ao câncer de mama

Marcella Blass
7 de Outubro de 2019


Crédito: Photo by Oleg Ivanov on Unsplash

Ao longo de todo o mês acontece o Outubro Rosa, um movimento internacional de prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. A campanha visa chamar a atenção para o assunto e disseminar informação de qualidade para conscientizar a população.

Leia mais:
Conheça o Cabelo Manero, turbante com peruca criado para pessoas com câncer
Como o Setembro Amarelo mostrou a importância de falar sobre saúde mental

Nascida na década de 1990, a campanha se popularizou quando a Fundação Susan G. Komen for the Cure criou o famoso laço cor-de-rosa – e distribuiu aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York. No Brasil, a primeira ação aconteceu em 2002, quando o Mausoléu do Soldado Constitucionalista (conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), em São Paulo, foi iluminado com a cor ao longo do mês.

Prevenção e diagnóstico

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é um dos mais frequente no mundo inteiro. Por conta disso, é importante que ele seja diagnosticado ainda em fase inicial. Daí a importância do incentivo à prevenção e a descoberta precoce.

Nesse sentido, o Outubro Rosa vem para dar luz a exames como a mamografia, que é capaz de detectar a doença logo no início, para que o tratamento tenha maiores chances de cura. E mostrar também que é preciso ter em mente que essa análise é complementar (e tão importante quanto) ao autoexame da mama, que é um dos pilares da prevenção desse tipo de câncer.

A campanha se mobiliza para disseminar informação, ressaltar a importância de a mulher conhecer o próprio corpo e de realizar a mamografia anualmente e o autoexame ao longo de todo o ano. O Outubro amarelo também desta a importância da luta por direito ao atendimento e trato médico, além do suporte emocional, para garantir diagnósticos e tratamentos mais humanizados.

A doença ainda é tratada como “assunto delicado”, mas falar sobre o tema é super necessário não só para a prevenção, mas também para desmistificar tabus. De acordo com a cartilha “Câncer de mama: vamos falar sobre isso?” (leia aqui), do INCA, um em cada três casos de câncer pode ser curado se for descoberto logo no início. Por isso, é importante combater a desinformação para que as pessoas entendam os sintomas e saibam a hora de procurar ajuda.

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir