Inclusão digital: startup brasileira transforma texto em áudio, de forma gratuita

Thalita Ribeiro
26 de Abril de 2018


Inclusão digital é uma das principais preocupações quando se produz conteúdo para o meio online. Mesmo quando o objetivo é ajudar, na hora de publicar um conteúdo, é necessário pensar que nem todo mundo poderá ter acesso à informação por meio da leitura. Mas hoje, iniciativas privadas já têm se movimentado nesse sentido, como é o caso da startup Audima.

LEIA MAIS:
TECNOLOGIA DO BEM: USO DE JOGOS DIGITAIS CONTRIBUI PARA MELHORA DE APRENDIZADO PÚBLICO
IGUALDADE DE GÊNERO: SÉRIE RETRATA LUTA DAS MULHERES NO RAMO DA TECNOLOGIA

A ideia da Audima é democratizar o acesso à informação e conteúdos online. De acordo com um levantamento da startup, 19% da população brasileira tem alguma deficiência na visão; 30% sofre do que é conhecido como vista cansada (presbiopia) e cerca de 25% são analfabetos ou semi-analfabetos. Dessa forma, grande parte das pessoas não tem acesso aos conteúdos escritos.

Os serviços da empresa são oferecidos em duas modalidades – gratuita (light) ou paga (premium). Quanto à funcionalidade, as versões são praticamente as mesmas, o que muda de uma para outra é a opção de vozes femininas e masculinas e mais de uma opção de player sem publicidade.

Na modalidade gratuita, basta o site informar a plataforma utilizada para fazer as publicações. A partir daí, a Audima envia um código ou plugin para ser instalado no publicador e, então, automaticamente, o conteúdo estará disponível em formato de áudio. Alguns portais brasileiros já têm utilizado o recurso, como é o caso do UOL e do Infoescola.

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir