Gerente de banco se demite para fazer trabalho voluntário

sergio
16 de Maio de 2013


Crédito:

Desde 2006, o mineiro Clóvison Elberth Alves, ou “Clovin”, como é conhecido, deixou o salário de R$ 5 mil e o cargo de gerente de um banco para realizar palestras gratuitas em Uberlândia e em outros estados brasileiros.

O homem, que também é acrobata, passou a promover a qualidade de vida por meio de prevenção de vícios como as drogas e o sedentarismo. Ele já deu palestra para mais de 300 mil pessoas em escolas, hospitais, empresa, centros recuperações e entre outros.

De acordo com Clóvison, ele largou seu emprego para se entregar a uma causa social. “Tomei a decisão de mudar radicalmente minha vida por uma série de fatores. Em primeiro lugar, por sentir uma vocação, um chamado forte para agir em prol do ser humano. Isso após sofrer vendo gente amada se destruir por fatores como a falta de autodisciplina, de discernimento e fé. Uni o sonho de viver do ciclismo acrobático (BMX Freestyle Flatland) à vontade de fazer algo para ajudar a sociedade a se tornar melhor.”

Ainda segundo o voluntário, seu trabalho estimula “o autoconhecimento do humano enquanto ‘um ser’ de corpo, mente e alma. Motivo o público à prática da tríade: exercícios físicos, reflexão e crença em valores, princípios e comportamentos saudáveis e equilibrados. Algo forte que propagamos é a autodisciplina e gerência de si mesmo”.

Fonte: http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2013/04/palestrante-se-demite-de-banco-para-fazer-trabalho-voluntario-em-mg.html

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir