Busca voluntária – Notícias voluntariado

Conheça o cohousing, modelo de moradia sustentável que tem como base o compartilhamento

Inspirados pela insatisfação com práticas individualistas e a vontade de se aproximar do pensamento coletivo, um grupo de dinamarqueses fundou o cohousing. Criado na década de 1970, o modelo consiste em um sistema de moradia que visa valorizar o convívio com a vizinhança e a prática da política do compartilhamento. Aplicado há muito tempo em vários países norte-americanos e europeus, a iniciativa ganha cada vez mais espaço também no Brasil.

Basicamente, a prática funciona como um vilarejo privado no qual cada família tem sua casa, mas  o grande foco é o espaço comunitário. Cada cohousing cria e estabelece seus princípios, mas muitos têm características em comum. Grande parte preza por lavanderias, refeitórios e bibliotecas coletivas. Outros compartilham bens de serviço e meios de transporte como carros e bicicletas para economizar recursos naturais e promover mais interação entre a comunidade.


Advertising
Advertising

Além do objetivo de reduzir as consequências negativas que o individualismo pode trazer ao meio ambiente, o cohousing deseja pregar uma vida mais simples baseada no espirito da solidariedade. Se interessou? É possível conhecer mais sobre o modelo no mundo e também os simpatizantes no Brasil na página no Facebook da Cohousing Brasil.

*Foto: Grace Kim



Sair da versão mobile