Busca por conteúdos de ONGs cresce durante a pandemia

Da Redação
19 de Janeiro de 2021


A pandemia de covid-19 provocou mudanças não apenas na rotina dos domicílios, mas também nos hábitos dos usuários de mídias sociais, apresentando novos horários de maior acesso e assuntos mais buscados. Segundo estudo global inédito realizado pela Socialbakers, plataforma que oferece soluções para otimizar a performance de empresas em redes sociais, a busca por conteúdos de ONGs aumentou significativamente.

De acordo com o Atados, iniciativa social que conecta pessoas e organizações facilitando as conexões em oportunidades de voluntariado, durante a pandemia houve crescimento de 12% nas inscrições para trabalho voluntário quando comparado ao mesmo período de 2019. Essa situação também se reflete nas redes sociais em que os posts relacionados às ONGs receberam 112,9% mais interações no Facebook e aumento de 31,2% no Instagram.

Leia mais:
Associação Peter Pan é a melhor ONG brasileira; veja ranking completo
ONG lança e-commerce para ajudar crianças em situação de vulnerabilidade

Outros setores

A pandemia do novo coronavírus também aumentou as buscas por conteúdos noticiosos. Neste contexto, as eleições presidenciais dos Estados Unidos foram um ponto-chave para impulsionar os números relacionados ao assunto, fazendo com que as interações crescessem 103,3% no Instagram e 57,8% no Facebook.

“Nas mídias sociais, os candidatos conseguem manter uma comunicação com os usuários não só em períodos de eleição, como acontece na televisão ou rádio, que ficam concentrados nesses momentos pré-eleições, por exemplo. Nas redes, é possível ir construindo esse relacionamento ao longo do período e isso também reflete no maior consumo de notícias”, comenta Felipe Ferrari, pre-sales consultant na Socialbakers.

As políticas de lockdown, o isolamento social e distanciamento adotados por conta da pandemia, por sua vez, impactaram o setor de turismo. Dessa forma, empresas que realizam serviços de transportes e acomodações e cidades turísticas tiveram de se adaptar às condições atuais. Essa nova realidade se refletiu nas redes sociais, tendo indicativos diferentes nas duas mídias analisadas. No Instagram houve queda de 31,2% em interações nos posts de viagens, já no Facebook ocorreu aumento de 60,9%.

Por fim, o coronavírus também mudou os hábitos e comportamentos da sociedade, fazendo com que buscassem novas formas de atravessar esse momento. Com as pessoas passando mais tempo dentro de casa, os games viraram uma opção para se distrair e encontrar amigos a distância. As ações em postagens relacionadas a jogos tiveram aumento de 23,4% no Facebook, enquanto houve queda de 29,4% no Instagram.

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir