Brasileiro ilumina o mundo utilizando garrafas PET

sergio
22 de Agosto de 2013


Crédito:

Em 2002, quando o Brasil enfrentou frequentes ondas de apagões de energia, o mecânico da cidade mineira de Uberaba, Alfredo Moser, encontrou uma solução alternativa e sustentável para iluminar sua própria casa.

Combinando garrafas PET de dois litros cheias d’água com duas tampas de cloro, Moser encaixou o “equipamento” no telhado e criou a luz engarrafada. Mas afinal, como funciona? A reposta é simples: pela refração da luz do sol numa garrafa com água.

A luz produzida pela invenção gera cerca de 40 a 60 watts, dependendo de quão forte está o sol. O inventor alerta que a lâmpada funciona melhor se a tampa for encapada com fita preta e que “você deve prender as garrafas com cola de resina para evitar vazamentos. Mesmo se chover, o telhado nunca vaza, nem uma gota”.

A ideia de Moser chegou até os ouvidos de Illac Angelo Diaz, diretor executivo da fundação de caridade MyShelter, nas Filipinas. A instituição é especializada em construção alternativa e cria casas sustentáveis feitas de material reciclado, como bambu, pneus e papel.

Como nas Filipinas um quarto da população vive acima da linha da pobreza (de acordo com a ONU, com menos de US$ 1 por dia) e a eletricidade é muito cara, a luz engarrafada deu tão certo, que as lâmpadas de Moser foram instaladas em 140 mil casas.

Hoje a MyShelter treina pessoas para fazer e instalar as garrafas e assim ganharem uma pequena renda. Com a ajuda da entidade a invenção também chegou a outros 15 países, dentre eles Índia, Bangladesh, Tanzânia, Argentina e Fiji.

 

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/08/130813_lampada_garrafa_gm.shtml 

http://catracalivre.com.br/geral/invencoes-ideias/indicacao/brasileiro-ilumina-o-mundo-sem-gastar-dinheiro/

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir