Categorias

Audiolivro reconta A Branca de Neve sob olhar de diversidade e equidade

Marcella Blass
3 de Junho de 2021


Crédito: Priscilla Du Preez on Unsplash

A campanha #DiversidadeComeçaNaInfância nasceu para mudar a mensagem que os clássicos infantis sempre passaram, com o objetivo de promover uma sociedade com mais equidade e diversidade. Para isso, o projeto abriu um financiamento coletivo para lançar um audiolivro com a versão moderna da história de A Branca de Neve.

Para desmistificar a ideia de que toda menina precisa ser salva por um príncipe, o audiolivro será distribuído gratuitamente no dia 12 de outubro. Uma grande homenagem e comemoração ao Dia das Crianças.

Leia mais: 
10 livros para entender o que é o movimento feminista
Pink Gloves: produto criado por homens reforça o tabu da menstruação

Criado pelo ator, escritor e roteirista Vinicius Campos, a nova versão da história vem para quebrar o mito de que, para terem seu final feliz, as meninas precisam estar dentro dos padrões estéticos, serem magras, dóceis e saberem cuidar do lar e dos filhos. “Mensagem nociva que contribuiu para que nossas adolescentes sejam inseguras e nunca estejam felizes com sua imagem”, destaca o autor na apresentação do projeto no Catarse.

Do outro lado, os meninos ouvem histórias nas quais aprendem que podem beijar a princesa sem sua permissão. Enquanto carecem de referências que expõem sua sensibilidade e suas fraquezas. Sem falar na falta de príncipes negros e de outras etnias.

Nesse sentido, o projeto do #DiversidadeComeçaNaInfância quer reformar esses clássicos para uma abordagem adequada às novas gerações. A ideia é permitir que meninos e meninas cresçam livres de estereótipos que não condizem mais com a sociedade atual.

Produção e distribuição

O audiolivro será distribuído gratuitamente para todo o Brasil. A história de A Branca de Neve foi escrita e será narrada pelo próprio Vinicius Campos. As atuações ficam por conta de grandes atores da TV e do teatro, entre eles Daphne Bozaski, Alinne Moraes, Tiago Abravanel e Robson Nunes. Já a trilha sonora original ficou a cargo do músico argentino Damián Mahlelr.

Para sair do papel, o projeto está em financiamento coletivo no site Catarse. O valor arrecadado será usado para alugar estúdios e equipamentos, fazer material gráfico, pagar a edição do áudio e a produção da trilha e efeitos sonoros. Todas as doações são bem-vindas, mas aquelas a partir de R$25 ganham recompensas exclusivas – entre elas, uma receita com maça autografada pela chef Paola Carosella.

O objetivo do projeto é que o audiolivro de A Branca de Neve possa chegar a crianças de todo o país. Em especial àquelas que não têm acesso à literatura por viverem em regiões sem livrarias e bibliotecas, ou que não têm condição financeira para consumir esse tipo de conteúdo.

© 2021 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir