Aplicativo ajuda indústrias na inclusão de trabalhadores com deficiência

Da Redação
5 de Dezembro de 2018


Crédito: Photo by Josh Appel on Unsplash

Por Aline Dias

Apenas 48% das vagas reservadas para Pessoas com Deficiência (PcD) estão ocupadas em todo o Brasil. Os dados, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), também mostram que, em 2016, eram 418,5 mil PcDs empregados com carteira assinada, enquanto em 2017, o número caiu para 405,3 mil. No total, o Brasil tem 45,6 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência e menos de 1% delas consegue ingressar no mercado de trabalho.

Leia mais:
DIA INTERNACIONAL DA SÍNDROME DE DOWN: CONFIRA ENSAIO FOTOGRÁFICO EM HOMENAGEM À DATA

ESTUDANTES CRIAM PULSEIRA QUE AUXILIA DEFICIENTES AUDITIVOS A PERCEBER CHORO DE CRIANÇAS

Apesar da obrigatoriedade da contratação de Pessoas com Deficiência, as empresas brasileiras ainda mostram resistência. Segundo o engenheiro de segurança do Centro de Inovação SESI em Longevidade e Produtividade, Felyppe Blum, “a principal dificuldade enfrentada pelas indústrias é a identificação dos postos de trabalho compatíveis com as deficiências dos trabalhadores”.

Para auxiliar as indústrias na inclusão de trabalhadores com deficiência, um aplicativo desenvolvido pelo Serviço Social da Indústria (SESI), por meio do Edital de Inovação para a Indústria, tem ajudado nos projetos de acessibilidade nas indústrias. O Indústria Acessível auxilia no mapeamento e adaptação de postos de trabalho para pessoas com as mais diversas deficiências. A ferramenta permite que o tempo utilizado pelo SESI durante as consultorias caia pela metade.

O engenheiro do SESI explica que o mapeamento, antes feito manualmente, agora é todo feito pelo aplicativo, onde são inseridas todas as informações da empresa. Após a visita do SESI à empresa, é gerado um relatório com as adequações necessárias.

“Com base nesse relatório, a empresa já pode desenvolver um plano de ações para poder corrigir situações que necessitem de melhoria para questões de acessibilidade e ao mesmo tempo é gerado um relatório para o mapeamento de postos de trabalho. Isso facilita o processo de recrutamento e seleção nas indústrias. O benefício é a retenção de talentos e o atendimento da legislação”, explica o engenheiro de segurança.

Para saber mais, acesse: http://www.sesipr.org.br/industriaacessivel/

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir