Africano cria moinho para bombear água e irrigar vila onde mora

sergio
11 de Julho de 2013


Crédito:

William Kamkwamba nasceu em uma família de camponeses na vila de Kasungu, no Malawi. Embora sempre tenha vivido na pobreza, a situação se complicou em 2001, quando uma seca assolou a região. A família de William passou a se alimentar apenas uma vez por dia.

Mesmo com as dificuldades, o jovem, na época com 14 anos, continuou a frequentar a escola. “Eu estava determinado a fazer qualquer coisa para poder aprender. Então, eu fui para a biblioteca e li livros, em particular de física”, conta. Mesmo a falta de conhecimento no inglês não impediu o garoto de interpretar figurar e diagramas para aprender as palavras que estavam nos livros.

Um destes livros explicava como um moinho de vento poderia bombear água e gerar eletricidade. “Bombear água significava irrigação. Uma defesa contra a fome, pela qual nós estávamos passando.” Então ele decidiu construir um moinho sozinho.

Na ausência de matérias-primas, o jovem inventor recorreu a um ferro-velho e juntou tudo o que lhe parecia útil. Quadro de bicicleta, roldana, tubo plástico, ventilador de trator, amortecedor e outras peças enferrujadas bastaram para construir um moinho capaz de gerar 12 watts de eletricidade – suficiente para ligar quatro lâmpadas e dois rádios em sua casa. Depois, William partiu em outra missão: construir um moinho capaz de gerar no mínimo 20 watts, o suficiente para bombear água e irrigar toda a vila.

O sucesso de sua iniciativa virou notícia e foi compartilhada na internet. O jovem foi convidado a palestrar no evento Technology, Entertainment, Design – TED (Tecnologia, Entretenimento e Design) sobre sua invenção, contar o seu feito e inspirar o público.

Para assistir a palestra legendada de William, clique aqui.

Fonte: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=513528925386349&set=a.281467585259152.65668.281464138592830&type=1&theater

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir