Lar Mamãe Clory dá apoio a crianças e comunidade do ABC Paulista

Thalita Ribeiro
1 de Outubro de 2018


Crédito: Reprodução Facebook

Área verde de mais de 25 mil metros quadrados. Uma vez lá dentro, a sensação é de estar em outro pedaço de São Bernardo do Campo, em São Paulo, longe do agito da cidade. O Lar Mamãe Clory dá apoio a crianças, idosos e mulheres gestantes. O trabalho começou com os pequenos, em meados de 1940, quando a fundadora da entidade Clory Fagundes de Marques adotou o primeiro filho, no Mato Grosso do Sul.

Leia mais:

PROJETO AMBIENTAL COLETA 1 MILHÃO DE ESPONJAS DE LIMPEZA PARA RECICLAGEM

CRESCE O NÚMERO DE CAMPANHAS ONLINE PARA AJUDA A REFUGIADOS

Lar de apoio

Voltada para as crianças, a casa funciona como uma creche de meio período. Os pequenos ficam por lá antes de ir para a escola ou vice-versa, e participam de oficinas educacionais complementares ao ensino básico. “Temos um comprometimento firmado com a Secretaria da Educação de receber crianças de 3 até 5 anos e 11 meses. Além, disso, com as maiores, entre 6 e 13 anos, oferecemos um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos”, explica a psicóloga da entidade Mirtes Almeida.

Atividades feitas na biblioteca da entidade | Thalita Ribeiro / Busca Voluntária

Hoje, o Lar Mamãe Clory tem capacidade de atender 121 crianças. As turmas são separadas por faixas etárias e participam de atividades de leitura, artesanato, informática e música. Sobre a importância do trabalho do espaço, a presidente da instituição Soely Gozzi lembra dos papais e mamães. “Há muitos deles desempregados no Brasil, pedindo uma mão estendida. E quem sabe se, no futuro, uma dessas crianças amparadas não estará à frente da instituição?”

Quem visita o espaço atualmente logo percebe as reformas na estrutura do local. A entidade pretende aumentar a quantidade de vagas em 2019, chegando em 180. “Nós temos um projeto para que, em 2023, 500 crianças possam estar aqui. As obras estão intensas para ampliar a qualidade de vida e a nossa missão.”

Melhor Idade no Lar

Em um local mais reservado da entidade, há sete pessoas acolhidas pela casa. Elas são idosas ou têm necessidades especiais. O Lar Mamãe Clory já chegou a acolher 30 pessoas, porém, por questões legais, esse número hoje é reduzido.

“Para acolhermos mais pessoas, é necessário seguir uma série de regras, como ter fisioterapeuta e médicos constantemente aqui. Esses profissionais têm o piso salarial alto. Infelizmente, enquanto não nos adaptarmos, não conseguiremos ampliar o atendimento”, explica a presidente.

A parte da entidade reservada a essas pessoas é como uma espécie de lar. Eles têm espaço para convivência conjunta, onde fazem as refeições, quartos e são acompanhados por voluntários da casa.

Apoio às mamães

O Lar Mamãe Clory apoia mulheres grávidas, com orientações médicas e psicológicas em um curso ministrado durante seis semanas. “Na comunidade, há gestantes que se revoltam quando se veem grávidas. Conheci uma que batia na barriga para abortar”, lembra Soely. Não há limite de idade para atendimento – a presidente comenta que adolescentes de 12 anos e adultas de 46 já passaram pelo local.

O curso é ministrado por voluntários, que também fornecem orientações pedagógicas e nutricionais às futuras mamães. Os encontros são feitos uma vez por semana e, quem não falta nenhuma vez, leva para casa um enxoval para o bebê ao final do período. “Em 2017, 86 mulheres participaram do curso’, afirma Mirtes.

Comunidade

Além dos serviços de apoio, o Lar Mamãe Clory oferece espaço de lazer e bazar beneficente à comunidade. As doações feitas à casa que não são aproveitadas nas atividades voluntárias são disponibilizadas para venda a preços populares. A entidade conta com restaurante que serve refeições no almoço, também a R$ 15 para comer à vontade.

O bazar é dividido por tipo de produto, como roupas, calçados, eletroeletrônicos e sebo. Logo na entrada é possível encontrar um desses espaços – duas tendas em lonas, recheada de produtos artesanais e antiguidades.

“Somos uma instituição empreendedora, com autogestão. Quem ajuda a instituição é a comunidade e quem recebe a nossa ajuda também é a comunidade”, explica Soely.

Serviço

Lar Mamãe Clory
Endereço: Rua Francisco Visentainer, n.º 438 – Bairro Assunção, São Bernardo do Campo / SP
Telefone: (11) 4109-2773
Serviços: Núcleo Educacional; Núcleo de Atendimento a Famílias; Núcleo de Idosos e Deficientes
Como ser um voluntário ou doador: http://www.mamaeclory.org.br/formas-de-doacao/

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir