Cresce o número de campanhas online para ajuda a refugiados

Da Redação
25 de Setembro de 2018


Crédito: Visualhunt

De acordo com o Vakinha – site de financiamento coletivo brasileiro – , o número de campanhas online para arrecadar fundos para ajudar refugiados cresceu cerca de 20% desde o início de 2018. O êxodo dos venezuelanos se encaixa nessa situação e, segundo a ONU, calcula-se que mais de dois milhões de pessoas deixaram aquele país em dois anos.

Leia mais:

PROJETO AMBIENTAL COLETA 1 MILHÃO DE ESPONJAS DE LIMPEZA PARA RECICLAGEM

FAZER O BEM FORA DE CASA É OPORTUNIDADE EM INTERCÂMBIO COM TRABALHO VOLUNTÁRIO

A saída dos venezuelanos de seu país de origem já é considerada uma crise humanitária. Apesar do crescimento do número de vaquinhas online, o valor total de arrecadação na plataforma online registra em torno de R$ 50 mil. O período de análise é entre 2016 e 2017 e os valores são destinados para alimentar os refugiados que vivem nas ruas e sem abrigo na cidade de Boa Vista, em Roraima.

Uma das campanhas mais ativas é a SOS-Hermanos, da funcionária pública aposentada Ana Luciola Franco. Ela montou, há cerca de um ano, uma cozinha para alimentar o máximo possível de venezuelanos, todos os dias. “Acreditamos que existam mais de 40 mil refugiados ao relento e sem comida na cidade. A arrecadação via internet tem contribuído para conseguirmos continuar ajudando”, diz.

Ana já arrecadou pouco mais de R$ 12.500 para ajudar a comprar comida. Agora, o foco da vaquinha, que continua aberta, é conseguir dinheiro para montar uma cooperativa de serviços. Nela, os venezuelanos poderão trabalhar e ter dignidade.

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir