Brasileira ganha prêmio para desenvolver projeto científico na Espanha

Beatriz Ceschim
16 de Dezembro de 2019


Crédito: Ramón Salinero on Unsplash

Desde 1996, o programa Marie Skłodowska-Curie Actions (MSCA) escolhe alguns projetos científicos para serem financiados e desenvolvidos na Europa. Em 2019, a brasileira Carolina Marcelino recebeu o prêmio Marie Curie Fellow, por uma proposta de usar a inteligência artificial para gerar energia elétrica sustentável. A iniciativa busca reduzir a emissão de gases poluentes e pretende ajudar comunidades que não têm acesso à energia elétrica, melhorando sua qualidade de vida.

Leia mais: Empresa brasileira cria máquina que pode reflorestar o Brasil
Baiana ganha prêmio da ONU por criar purificador de água à base de energia solar

A doutora em modelagem matemática faz pós-doutorado no Programa de Engenharia de Sistemas e Computação no Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Com o prêmio, ela recebeu um contrato de dois anos de 4.500 euros e irá desenvolver o projeto na Universidade de Alcalá, na Espanha. Além de Carolina, os outros ganhadores eram seis europeus e um chinês.

Veja também em quais países professores são mais valorizados.

  • 1 China
  • 2 Malásia
  • 3 Taiwan
  • 4 Rússia
  • 5 Indonésia
  • 6 Coreia do Sul
  • 7 Turquia
  • 8 Índia
  • 9 Nova Zelândia
  • 10 Singapura
  • 11 Canadá
  • 12 Grécia
  • 13 Reino Unido
  • 14 Suíça
  • 15 Panamá
  • 16 Estados Unidos
  • 17 Finlândia
  • 18 Japão
  • 19 Egito
  • 20 França
  • 21 Alemanha
  • 22 Chile
  • 23 Portugal
  • 24 Países Baixos
  • 25 Peru
  • 26 Colômbia
  • 27 Espanha
  • 28 Uganda
  • 29 Hungria
  • 30 República Checa
  • 31 Argentina
  • 32 Gana
  • 33 Itália
  • 34 Israel
  • 35 Brasil

Crédito das imagens: Unsplash/Pixabay

© 2017 Todos os direitos reservados - Busca Voluntária - website by: plyn!

Subir